Filme Francisco de Assis comove público e lota auditório nos dois dias de exibição

            Cerca de mil pessoas assistiram ao filme Francisco de Assis exibido em sete sessões em Cocal do Sul. A história sensibilizou o público. A estudante Samantha Vicente da Silva é um exemplo. Não imaginava que alguém sem visão pudesse ir tão longe. “Devemos tratá-los com mais respeito. Ele conseguiu dar a volta por cima, coisa que muitas pessoas normais não conseguem fazer. Precisamos dar mais valor à vida e não termos vergonha de assumir quem somos”, reflete.

 

            O filme Francisco de Assis conta a história de um homem que superou o preconceito depois de perder a visão, aos 23 anos. Durante uma caçada, ele levou um tiro, sem querer, da espingarda de um amigo. Crianças e jovens, após a apresentação participaram de um bate papo com o cineasta que falou sobre a produção, a profissão, o mercado, entre outros. Para a aluna Letícia de Jesus Ribeiro “a história passa a lição de que nunca devemos desistir dos nossos sonhos. Nós podemos superar tudo, mas para isso é primordial acreditar em nós mesmos”, ressalta. 

             Hoje, o protagonista do filme, Francisco de Assis Domingos, 49 anos, trabalha 16 horas por dia como massagista, é cantor e compositor de músicas sertanejas, representa Cocal do Sul nas competições de bocha para cegos e ministra palestras de motivação há oito anos com a mulher.

             As gravações do filme começaram em 2007 e o material foi editado em Nova Iorque. As cenas foram feitas em Santana, Cocal do Sul e no Costão da Serra, em Lauro Muller. Quase 20 pessoas atuaram no média-metragem. 

             Segundo o cineasta, Ivy Goulart a primeira exibição do filme foi um teste. “Conseguimos interagir com o público e isso prova que estamos no caminho certo. Algumas respostas deverão ser acrescentadas antes da finalização e de ser passado para DVD. O material também será adaptado para apresentação nos EUA e uma nova estréia em dezembro deverá acontecer aqui no Brasil”, ressalta.

              O cineasta não contou com nenhuma verba do governo. O filme está orçado em 120 mil dólares. Esse é o sétimo filme de Ivy. O lançamento de “Francisco de Assis” contou com o apoio da Prefeitura Municipal de Cocal do Sul através da secretaria de educação e cultura e Instituto Maximiliano Gaidzinski.   

            Mais informações pelos telefones: Chico: 9611-7475 ou 3447-0005 ou Nyglon: 9901-2530, Produção do filme 

Este edital possui conteúdo protegido pela LGPD, para obter acesso abra uma requisição aqui